quinta-feira, 5 de maio de 2016

Tanta meninice

por Paulo Henrique Passos



- Ah deixa de tanta meninice! – zangou-se uma vez a namorada, queixando-se do jeito dengoso do rapaz, que batia pé para eles irem ao cinema. - Hoje não estou com saco pra nada. – ela chicoteou.
- Nem pra mim? – lamentou-se o rapaz, já um pouco curvado em direção a ela, como a pedir desculpas pela sua insistência.
- Principalmente. – despejou ela sobre o namorado, que em menos de um minuto estava chorando com a cara enterrada num travesseiro.

Um comentário:

Hermes Veras disse...

Texto dengoso, meu amigo Paulo Henrique!