quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A VIDA JUSTIFICADA

por Paulo Henrique Passos


E-mail - Facebook
Coluna: 



- Ora! A vida é só uma!
- Calma! A vida é uma só!

No texto O Leitor Ideal, Mario Quintana diz que o leitor ideal para o cronista seria aquele a quem bastasse uma frase. “Uma frase? Que digo? Uma palavra!”, arremata. Todo o espaço em branco da página seria um “campo aberto aos devaneios do leitor”. E exclama: “Que mundo de sugestões de poesia para o leitor!”. E avisa e ensina: “Pois bem sabeis que arte é sugestão...”.


Nesta coluna, é o que venho procurando fazer: sugerir, muito mais do que dizer. O resto é em branco, para o leitor.

Um comentário:

Hermes Veras disse...

A vida é uma só.
A vida é uma.
A vida é
A vi.