quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Posse de mim

por: Sandra Alencar
Facebook
Coluna: Frêmito


E se eu tomar posse de mim
Da minha vida,
O que será que vão falar de mim?

E se tiver coragem de amar uma vez mais,
E rir alto na esquina e dar para o meu corpo o prazer que merecemos,
O que será que vão falar de mim?

Vão dizer que estou louca,
Que não tenho como, vão querer me calar,
Vão anunciar meu fim.

Eu farei o que me resta,
Mandar para o inferno esses sorrisos falsos que desbotam meu dia,
Cuspir na cara da hipocrisia e das pessoas que se dizem perfeitas,
Tomar meu vinho de prazer desmedido, aliviar meu peito com um palavrão
 e ser feliz para contrariar todo mundo.

Um comentário:

Hermes Veras disse...

"Sempre desobedecer, nunca reverenciar"